Razões e arrependimentos

Só me arrependo do que não fiz. Duvido que algum de vocês não tenha enchido a boca para repetir esta frase ao menos uma vez na vida. Eu já. Mesmo assim, ela nunca soou sincera para mim. Eu mesma não estou certa de que estava falando a verdade quando a disse palavra por palavra.

Não que eu esteja reclamando da vida que tenho, longe disso. Apenas consertaria algumas coisas ou as estragaria de vez. Não importa. O que interessa é que eu teria arriscado mais.

Se pudesse voltar atrás, eu teria feito aquela viagem, não pensaria duas vezes antes de terminar aquele projeto. Teria me aventurado naquele sonho, iria ao invés de ficar.

Nunca decepcionaria nem iludiria ninguém. Não negaria aquele beijo ou aquele abraço, não seria tão fria nem tão orgulhosa. Deixaria que meu coração gritasse bem alto e comandasse meus atos mais passionais.

Se pudesse refazer o passado, eu olharia firme naqueles olhos, seguraria aquelas mãos em volta da minha cintura tão forte que não conseguissem nunca mais me largar. Sentiria mais de perto aquele perfume e me entregaria sem rodeios ou garantias. Reivindicaria tudo o que não posso mais ter. Não da mesma maneira.

Não consigo imaginar quais seriam os resultados dessas minhas ambições. Não sei quais mudanças aconteceriam em minha vida caso eu pudesse realizar, um a um, esses pequenos ajustes de percurso. E desconfio que, se eu tivesse feito tudo diferente, me arrependeria de não agido conforme agi.

A verdade é que sempre acreditamos que poderíamos ter caprichado mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s