Em nova versão

As pessoas que convivem comigo são unânimes em dizer: a Marcinha mudou. Talvez por isso eu não escreva há algum tempo. Não percebo mudança qualquer. Ou não quero perceber.

É verdade que na minha vida muita coisa está diferente. Consegui, enfim, terminar meu trabalho de conclusão de curso e agora sou uma Jornalista. O mais legal disso é que o blog que você está lendo foi uma peça mais do que importante para eu assegurar meu diploma: suas páginas virtuais foram reunidas e transformadas num livrinho de crônicas. Mérito meu e de todas as pessoas que um dia já dedicaram um minuto de seu tempo e mandaram recados me incentivando a fazer isso. Um pecadinho do meu livro é de cada um de vocês – obrigada.

O que eu posso dizer é que agora me sinto livre. Terminar a faculdade era um fantasma que vinha me assombrando cada vez mais assustadoramente. E, mesmo que eu ainda não esteja certa de que esta é realmente a profissão que quero seguir, agora me sinto livre para pensar o futuro com mais leveza. Para deixar meu lado aventureira voltar à tona e me levar a lugares que eu sempre sonhei conhecer.

Confesso que meu temperamento tem me surpreendido. Não sou mais tão inocente, tão indefesa, eu diria. Eu não brigo, mas me defendo. Falo alto, argumento. Fico braba, furiosa até. E estou gostando disso. Nada de acatar o que eu não aceito. Sou justa comigo e com minhas convicções.

Sou intolerante. Esse foi sempre o meu pior defeito e para deixar as coisas muito mais difíceis ele se agravou. O bom é que eu tenho consciência disso e tento dar uma controlada. Mas vira e mexe fecho o tempo porque a amiga não ligou na hora combinada, porque o namorado deu uma leve pisada na bola ou por qualquer razão que normalmente merececia uma alforria imediata. Claro que essas tolices não chegam a ser motivo para discussão, mas me fazem tirar o sorriso do rosto e decretar sem rodeios: ele só volta amanhã.

No meio de uma infinidade de nuances que indicam uma Marcinha diferente, tento encontrar minha nova personalidade. Lógico, carregada de certezas: somos muito daquilo que queremos ser, sou romântica sim – mas uma romântica que acima de tudo ama a si mesma, e, claro, não viveria sem príncipes, princesas e a possibilidade de transformar minha vida num conto de fadas de diversas histórias.

Anúncios

7 comentários sobre “Em nova versão

  1. Que bom que voltou a escrever! Adoro ler suas crônicas, vc é incrível! Me identifico com quase tudo. rs’
    Obrigada por nos dar o prazer de poder lê-las.
    Beijos,
    Nat*

  2. Ahhh.. PARABENS pelo término do cursO. Realmente já tava com saudades de seus textos. Independente de qual seja a profissão que sigas, uma coisa é certa: terás sucessO em qualquer uma delas.

    Fica com Deus.

    Lisley Lins

  3. Axei esse site hoje!e ja dei uma lidinha em tudo aqui ;DD Paarabéns pela conclusão do curso de jornalismo.E quero afirmar também que estou nesse mesmo dilema,porém eu não tenha ainda começado o curso,estou entre psicologia e jornalismo ;x
    goosto muitos dos doois,mas não sei em qual me encaixaria melhor,vou esperar mais um tempo,axo que ele me trará respostas!*–*
    beeijoss xD

  4. Parabens pela formatura, realmente é um alivio!!

    Sou muito parecida com vc… braba, intolerante, grito, esbravejo…. rsrsr e sempre soube disso.

    Uma frase me chamou atenção um dia desses em um retiro da igreja. Dizia assim;
    “O 1º passo para se melhorar é reconhecer onde está o problema!”

    Isso vc já fez, entao o resto é facil!!!

    Beijoss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s